Piqué de Les Galaxiés


Skins - Cultbox 

Matéria bacana sobre a sexta temporada de Skins.

A s6 será pica das galáxias!

Tradução: Rodrigo

É o segundo round para a terceita geração de Skins que retorna no canal E4 ainda nesse mês.

Para celebrar seu retorno, CultBox deu uma espiada no muito esperado primeiro episódio e fez uma sessão de perguntas e respostas com o elenco ontem, em Londres.

A quinta temporada de Skins termina com a gangue em harmonia uns com os outros e finalmente unidos após oito episódios de traições e inveja sexual.

Com uma conclusão surpreendedoramente otimista, a sexta temporada precisa desenvolver novos conflitos e explorar novos aspectos dos personagens e suas interações. O primeiro episódio, escrito pelo co-criador Bryan Elsley, começa esse processo com aprumo.

Desde as cenas iniciais do elenco dirigindo motocicletas por Marrocos em férias que irão mudar suas vidas, fica claro que a E4 investiu com tudo nesse ano. O aumento de episódios, de 8 para 10, é outra indicação da fé posta na série que entra no seu sexto ano.

Muito como no suicídio por abuso de drogas na quarta temporada, a decadência das férias em Marrocos - com suas festas, passagens de alguns personagens duvidosos e as cenas mais excitantes que já se viu na série (produzidas em associação com com o legendário dublê e diretor de ação de Indiana Jones, Vic Armstrong) - é o que dá início a toda a temporada.

"As pessoas me perguntam com frequência por quê não existe um filme de Skins e a resposta é porque estamos dando tudo de nós à série", explica Bryan Elsley, deixando claro quanto esforço a produção está colocando na série, a certeza do formato estabelecido de renovação do cast e investindo em jovens talentos significa que Skins poderá ter uma longa vida útil.

É interessante observar as formas às quais os personagens progrediram ou não: enquanto a identidade sexual e de gênero de Franky é muito mais definida neste ano (a partir de seu relacionamento com Matty), o tema essencial de Rich continua sendo que ele é metaleiro.

O jovem elenco ainda impressiona, mas a série continua sua tradição de grandes escolhas para o elenco mais velho, incluindo o retorno de Josie Long (orientadora de carreira da primeira geração), Chris Addison (David Blood) e John Sessions e novos papéis para atores como Isy Suttie de “Peep Show’s” a Sarah Solemani de “Him & Her”. (provavelmente fará a mãe da Franky - N.T).

Após um início tão conturbado alguns telespectadores podem se preocupar quanto o resto da temporada ser lenta em comparação, mas Dakota Blue Richards (Franky) foi rápida em acabar com essas preocupações, dizendo: “Estou avisando. Não será”.


  1. aboutskins posted this